Informativos

O papel aceita tudo

Nada mais natural que a velocidade das mudanças. Nosso mundo exige cada vez mais qualidade em menor tempo e custo. Falamos de pessoas da geração X e Y, preservação ambiental, produção orgânica, aumento de produtividade, entre outros, tudo ao mesmo tempo. Para a sobrevivência, a mudança é praticamente regra, para evoluir com segurança, temos que planejar. Daí começam as principais atividades: Fazemos um bom planejamento com foco nos resultados, contemplando a macro e micro economia, analisando os cenários, definindo os processos, seus responsáveis, risco, orçamento e tudo mais. Até então, tudo certo, a sensação é que o plano é infalível e que não tem como dar errado.  Até sentimos o gostinho de todas as mudanças e imaginamos perfeitamente como as coisas vão acontecer.
Infelizmente grande parte dos projetos apenas chegam a esta etapa, ou seja, muito pouco ou absolutamente nada realmente acontece como planejado. 
A prática mostra que o melhor planejamento é aquele que tem capacidade de acontecer. O velho pensamento que “o plano não vale o papel que foi escrito se não puder ser colocado em prática” é verdadeiro. Na hora de executar vemos que, de fato, o papel aceita tudo.
Normalmente os problemas não derivam de um plano ruim e sim da execução mal feita. Falhas de comunicação, falta de comprometimento, poucas informações sobre os resultados e boicotes levam ao famoso “não deu certo e agora é tarde demais”. O pior é que sempre tem alguém dizendo: “eu sabia que não ia dar certo”.
Entendido isto, crie a BLINDAGEM PARA EXECUÇÃO. Primeiramente, toda a empresa (no nosso caso a fazenda) tem que entender o porquê da mudança. Busque o consenso entre as pessoas em relação ao projeto. Conquistar este status é um dos principais papéis do líder. Com um plano sólido e a equipe em consenso, começou bem!
O segundo passo está no entendimento de quem faz o quê, como e quando. A escolha das pessoas certas e seu treinamento são determinantes ao sucesso. O espírito de equipe deve ser criado.  O líder coloca: “a empresa precisa de você, podemos confiar”? As coisas vão bem quando as pessoas respondem com brilho nos olhos  um sonoro SIM!
Fonte: Divulgação

 

Antes do sinal verde, vem o terceiro passo:  O estabelecimento dos pontos de verificação. Qual forma e periodicidade os resultados serão avaliados. Neste momento são esclarecidas quais as recompensas e consequências serão aplicadas.  A famosa prática do “olho do dono que engorda o boi”. 
Depois da elaboração de um bom plano, do consenso estabelecido, do time preparado e comprometido, das regras de acompanhamento, nossas chances de sucesso são muito maiores.  Lembro que as coisas não irão ocorrer exatamente como o previsto, mas você deve estar preparado para fazer as correções em tempo, sem desanimar e sempre com o foco no que exatamente no que ser que: o sucesso do plano.
Faça acontecer... “Só depende de seu empenho tornar realidade aquilo que o papel aceitou muito bem!”

Acesso de uso exclusivo dos clientes Terra Desenvolvimento


ACESSAR

Acesso de uso dos alunos de cursos Terra Desenvolvimento

ACESSAR

Curta nossa página no Facebook
 
Terra Desenvolvimento Agropecuário 1997 - 2018. Todos os direitos reservados

Escritório Maringá: Rua Bernardino de Campos, 619 - Zona 07 - CEP 87030-160 - Maringá - Paraná
Telefone: +55 (44) 3031-8844

Escritório Campo Grande: Rua São Paulo, 1568 – Vila Gomes CEP 79022-140 – Campo Grande - MS
Telefone: +55 (67) 3026-3442
desenvolvimento: indev sistemas web-based